quarta-feira, 30 de novembro de 2011

mais

preciso de mais. preciso de mais mar. de mais brisa. de mais mato. de mais natureza. preciso de mais silencio. de mais olhares sinceros. de mais braço em volta do meu corpo. preciso de mais sorrisos verdadeiros. de mais vontade de dar carinho e de receber. preciso de mais musicas que me acalme. de mais palavras escritas. de mais sentimento. de mais sussurros. preciso de mais brincadeiras. de mais risadas. de mais vergonha. preciso de mais mordidas. de mais amor. de mais vida. de mais poética.

sábado, 12 de novembro de 2011

E a muito tempo isso não me ocorria. Ele entrou, abriu as janelas, deixou o Sol entrar, limpou a poeira, tirou o que estava sujo, e arrumou tudo. Talvez uma arrumação desorganizada, mas arrumado. Ciúmes e lágrimas não constavam no meu dicionario. Eram coisas raras, e agora? Ele inventou de arrumar isso também. O medo de perder alguém, nunca tinha sentido antes. Talvez quando eu ainda dependia da minha família, eu tivesse esse medo. Mas a algum tempo eu não dependia de mais nada. Eu só precisava de mim mesma. Do meu amor próprio. Da minha felicidade. Mas ele bateu o pé em arrumar isso também. Ainda não descobri se isso foi bom. Toda essa arrumação mexeu com coisas guardar muito bem no fundo, atrás de todas as outras coisas. Mas ele inventou de remexer o baú e jogar coisas fora, limpar outras e arrancar lá do fundo coisas que não tinham mais importância. E agora fico eu aqui, querendo guardar essas coisas, trancar esse baú, e secar essas lágrimas. Por que isso não é algo que me descreva, são águas passadas. Eu gostava das teias de aranha, e do quarto escuro. Será mesmo que tudo isso está melhor assim?

sábado, 17 de setembro de 2011

Concreto














Ás vezes me deparo com certas coisas que eu realmente me pergunto: Porque? Não entendo como me levo a questionar sobre coisas tão... bestas! Fui pra São Paulo, cheguei na rodoviária Barra funda, clima diferente, agitação. Estava frio, mas aquela ‘máquina de produção em massa’ não para... Eu estava sentado e de repente começa a chover. Uma chuva nem tão forte, mas somente pelo toque de suas gotas no concreto, já fez minha cabeça viajar. Refleti e vi, como nos modificamos o natural, como tudo se tornou superficial, ‘duro’, áspero, cinza! A natureza é feita de elementos, nos seres humanos, árvores, animais, agua, tudo... Tudo é uma absorção hereditária. Parei e vi. Se não houvesse aquele concreto no qual as gotas caiam, seria uma grama talvez, no qual essa gota cairia suavemente e seria absorvida, ou uma árvore poderia absorver através de suas raízes. E realmente a natureza é um ciclo sem fim, onde o nada alimenta o tudo, e consequentemente esse tudo transforma o nada. Mas não né? Criamos barreiras, superfícies, nas quais impedem que esse processo tão magnifico ocorra. Agora tudo se tornou rígido, não há aquela passagem de um elemento para o outro, não há aquela magia no qual existia. Nós interrompemos esse ciclo, criamos nosso mundo sobre um outro mundo... A verdade é essa!







(Texto feito por Cassiel Isla)


Esperar..

O ato de esperar que algo mude, é viver o segundo presente, mas pensando no segundo próximo, ou seja, não vemos, não sentimos, não vivemos...

Agimos de forma 'entorpecida', somente esperando, parado no tempo....na ânsia insaciável de que o tão esperado chegue. Na verdade não se deve esperar, não se deve viver pensando no próximo segundo que vai vir, deve sentir o presente, foda-se o que vai acontecer mais pra frente, a grande verdade é que o que esperamos nunca acontece de fato, sempre o 'não esperado' é o que vai nos surpreender!


(Texto de Cassiel Isla, meu parceiro.)

domingo, 11 de setembro de 2011

Cafajestes.

E quanto menos você quer mais isso acontece. Você pode ter muitas opções, mas seu coração vai apontar sempre para o que deveria ser descartado.

Acredito que cada um tem uma linha a ser seguida em parâmetros. Algumas mulheres gostam de japoneses, outras de afros, outras de gordinhos, outras de malhados, eu também tenho minhas preferências, e se pesquisar o que meu coração escolhe sempre os mesmos tipos. Loiros, olhos claros e cafajestes. A parte do cafajeste é especial, porque as outras “qualidades” até podem ter exceções, mas se não for cafa, querido desista. Eu tenho uma espécie de recaída e mesmo sabendo que ele é desse jeito estamos indo em frente.

Não acho que isso irá mudar. Está mais fácil eu mudar um cafa, do que fazer meu coração gostar de um “menino certinho”.

Mas fazer o que se mesmo sabendo que eles não são os certos, meu coração ainda quer mirar neles.

sábado, 9 de julho de 2011

E então..

.. o celular toca. E aquela voz do príncipe diz "Sabe quem é?". Lógico que eu sei quem é, mas não falo, fazer charminho é meu tipo. Não entendo porque aquela voz faz meu coração bater mais rápido. E ele fala "Fala quem é então", meio que sem pensar eu respondo "O homem mais lindo da minha vida", a lógico bobona você sempre fala mais do que deveria, sem pensar. Sei que ele ficou sem jeito do outro lado e aquela risadinha é de "Porque você sempre fala coisas românticas?". Não sou uma pessoa controlada. Sou expontânea. As vezes isso não me ajuda muito, principalmente quando as coisas estão indo bem com o príncipe. Então depois dessa descontração vem a bomba "Estou indo amanhã viajar". O beleza em? Com certeza com todo esse meu romantismo e obsessão em uma semana eu enlouqueço. Meu coração me diz para esperar ele. E eu sei que por mais que chinque e esperneie eu vou esperar. Por que? Porque por mais que o Joãozito diga "Sua ogra" eu tenho um coração, que estava afundado em sentimentos do passado e o príncipe o salvou tirou tudo que estava velho daqui e fez brotar sentimentos novos. Eu vou ficar vinte dias pensando, sofrendo, sentindo saudade, mas sem esquecer as últimas palavras daquele telefonema "JÁ ESTOU SENTINDO SAUDADES ANTES MESMO DE ESTAR LONGE DE VOCÊ".

vovôs e vovós

Gosto de ter uma boa conversa com idosos. Pessoas que estão no fim da vida não tem medo de reprovação. Por isso demonstram mais facilmente seus sentimentos. Essas pessoas Tem histórias incríveis e lições que eu posso ouvir um dia inteiro e refletir a noite inteira.
Gosto de conversar com pessoas da minha idade, mas essas conversas não chegam aos pés das outras conversas. Acho que sou uma jovem velha. Não me sinto bem ouvindo certos assuntos que jovens falam muito e os idosos simplesmente não falam. Os 'vovôs' e as 'vovós' nos passam lições de superação e de aprendizagem que eles tiveram que enfrentar até chegar onde estão. Concordo que alguns senhores não sabem aproveitar a sabedoria que possuem para ensinar os mais novos, - Pelo contrário, querem mesmo que os jovens aprendam sozinhos - mas existem pessoas que chega ser reconfortante e delicioso ficar pertinho, dar um abraço e ouvir. Obrigado vovôs e vovós que sabem tanto e que estão dispostos a passar essa sabedoria a nós pobres jovens desbravadores desse mundão.

sexta-feira, 8 de julho de 2011

O que você faria por amor ?

quarta-feira, 6 de julho de 2011

hoje, amanhã ou pra sempre..

E aquele dia em que você dormiu em meus braços, foi tão bom. Senti que você era meu, e que você tinha plena confiança em mim. E eu acho que no fundo você quer ser meu e tem confiança, mas não quer demonstrar. Você não quer se entregar, e isso é um problema. Eu tento me conter e não demonstrar todo esse sentimento, mas eu posso ser grossa com quem for, menos com você. Meu coração não deixa eu te tratar mal, ele me diz que com você eu tenho que ser a menina meiga que eu não sou. Estanho eu ser outra pessoa ao seu lado, mas o amor faz isso com as pessoas né. E por mais difícil que seja tente se entregar assim como eu me entrego, é tão ruim ser a única a se abrir na relação, se é que isso é uma relação. Faz assim, diz que me ama, e que me quer do seu lado, se você me falar isso eu largo tudo e fico com você, fico hoje, fico amanhã e se você preferir fico pra sempre..

ele te escolheu!

Eu esperaria uma vida para estar ao seu lado, para poder te beijar, te abraçar. Porque eu não sei descrever o que sinto quando você me abraça e me beija dessa forma que só você faz, e eu nunca senti isso com ninguém. Se pra você eu sou só mais uma menina, pra mim você é o meu príncipe, o cara por quem eu esperei muitas noites. A cada toque seu em minha pele tenho sensações extraordinárias, tenho que confessar que meu coração só quer amar você, e por mais que eu tente negar não dá, é você a pessoa que meu coração escolheu. A sinceridade me mata as vezes.

domingo, 19 de junho de 2011

...

E todos me dizem "Não chore porque terminou e sim sorria porque aconteceu". MERDA, ele foi embora e não falou nada e eu tenho que sorrir por ele ter aparecido uma ou duas vezes?

incerteza..

E todo esse frio que eu estou sentindo não é só por estar inverno.. Eu devia ter notado que o final ia acontecer rápido assim.. Mas foi como uma serpente, chegou sorrateiro, me encantando, me atacou, me paralisou com seu veneno, e foi embora, sem dizer ao menos adeus.. É pedir muito apenas um "adeus"? A incerteza machuca tanto, machuca bem mais do que eu "sinto muito, não te quero". A minha esperança já está dando seus ultimos suspiros, mas meu coração ainda insiste em bater rápido, e as borboletas na minha barriga não querem ir embora, mas isso tem que acabar. Eu posso te esquecer, e minha razão diz: "vai idiota, esquece logo, não era nem pra você ter se envolvido" , mas minha emoção com uma voz tão doce me fala: "é seu jeito, é seu sentimento, você se envolveu e é normal, vai dar certo". Na verdade não vai dar certo, e isso já é convicto. Porque ainda fico criando espectativas? O telefone não vai tocar. Ele não vai dizer: "Me espera que quando eu voltar eu quero te amar". É ilusão, nada do que eu penso antes de dormir vai acontecer.

Do que você mais tem saudade?

Hoje me fizeram essa pergunta. Eu quis fugir, e tentar não pensar na resposta. Do que eu mais tenho saudade? Talvez de quando eu estava apenas na barriga da minha mãe, sendo protegida e cuidada da maneira mais linda que existe. Ou talvez, eu sinta saudade de quando era criança, inocente, com o coração puro, que conseguia olhar sem culpa nos olhos de quem amava e dizer um sincero: Eu Te Amo. Talvez eu sinta a saudade do ano que passou, do dia que passou ou do momento que passou. Saudade. Saudade. Saudade. A saudade vem acompanhada com escolhas. Quando você escolhe outro caminho, sente saudades daquela estrada em que andava. A saudade dói, e não é pouco. E quando não cabe mais no corpo, a alma transborda essa saudade pelos olhos, e as lágrimas que eu tenho tanto medo de derramar, saem. Mesmo quando não quero, elas rolam pela face, lentamente, quentes e tão expressivas... Ah saudade, não vá embora, porque sei, se um dia não sentir você, é porque não passei por momentos marcantes, e ai sim tenho que me preocupar, por não viver.

sábado, 18 de junho de 2011

domingo, 29 de maio de 2011

Destino

Esses dias acordei e pensei. Poxa, agora meu príncipe achou meu castelo. Como eu sabia que ele era o príncipe? Alto, forte, moreno, educado, estudioso, um dos melhores beijos que experimentei. Sim, um príncipe. Foi coisa do destino, foi meio de cinema, não sei explicar, e tudo conspirando ao nosso favor. A primeira vez que nos vimos: Era uma noite de terça feira, eu como sempre cheguei no curso bem desanimada, sentei com minhas amigas e lá veio uma bomba do professor. Gente, hoje tem palestra. Que porre. Na segunda tínhamos tido palestra e tinha sido horrível, comprida e chata. Mas encarei a realidade e fui para a palestra. Cheguei, sentei (bem no fundo com a intenção de tirar uma soneca) e fiquei esperando a boa vontade do palestrante para começar, até que a Re com uma cara de espanto falou. TÁ LOUCO. Minha primeira reação foi olhar para a porta que estava do outro lado do salão. Realmente 'tá louco', um príncipe entrando por aquela porta, ele veio em direção às cadeiras próximas de onde eu estava e sentou com outros meninos. Distrai-me até que ele passou bem do meu lado e eu fiquei igual boba com a boca aberta. Sabe o que é mais incrível? Ele é amigo de infância de um colega meu de classe, e foi sem querer que eu fui comentar do príncipe de blusa de frio marrom caramelo para esse colega, é coisa do destino. Sem eu saber, meu colega passou meu telefone para o príncipe e depois de alguns minutos o meu celular vibrou. Se isso não for destino, sinceramente, eu não sei o que é! Começamos a trocar sms, e combinamos de sair. Quinta feira, noite fria, eu estava nervosa. Ao som de Bruno Mars aconteceu nosso primeiro beijo. E depois desse beijo eu me apaixonei. Não, na verdade eu me apaixonei por ele na hora em que ele atravessou aquela porta, com aquela blusa marrom caramelo. E o seu cheiro, sua voz, seu toque, seu sorriso ficou em minha mente. E eu não consigo mais pensar em não poder acordar e mandar um bom dia. Fico possessiva em pensar que ele não quer mais me ver. Está inverno aqui, e nenhuma roupa ou cobertor me esquenta, só o corpo dele. Eu tenho que me conformar que um dia tenho que deixa-lo partir, mas que fique claro que só fisicamente, pois no meu coração eu nunca vou deixa-lo ir...

sexta-feira, 22 de abril de 2011

...

Até que ponto você iria para ver a pessoa que você "ama" feliz? Reflita pois você pode não amá-la do jeito que imagina..

céu

O céu e seu infinito tamanho, e beleza. Adoro quando o céu está cheio de nuvens.. Tenho a sensação que aquilo é tão doce, macio, meigo, delicado e frágil. Nuvens são lindas com o nascer e pôr do sol. O Sol também me diz tanto no céu, mas prefiro ele indo embora, eu poderia viver num crepusculo eterno.. A mistura do amarelo, vermelho, laranja, rosa, azul e branco, fico sem palavras para descrever o que eu sinto ao ver esse céu, só isso me causa sorrisos, e posso até parecer louca as vezes de sorrir pro céu, mas sorriu. Quando a noite começa ainda não sinto algo bom, mas quando está no meio da noite, o céu me diz tanto.. As estrelas falam comigo e eu me sinto feliz por alguns instantes. Quando olho o céu e seu infinito tamanho, e beleza me sinto distante de tudo, tenho meu próprio tempo, e só eu posso entender o que eu sinto. E pra mim, estou me sintindo bem, muito bem..

domingo, 27 de março de 2011

Fases!

A cada coisa que acontece na nossa vida agente aprende tanto né?! Nos últimos 15 meses vivi, ganhei, perdi e APRENDI tanto. Tenho medo de esquecer das lembranças desse tempo. Eu me perdi no mundo e ainda não sei se me achei, estou a procura de onde me encaixar, não sei, ainda não tenho um ponto de apoio. Estou vivendo cada dia com o pé no chão, sem muitos planos pro amor. Talvez para vida profissional eu tenha mais espectativas, mas para o amor quero ficar assim do jeito que estou. Sinto uma paz que - confesso - é meio assustadora. Alguns podem chamar isso de solidão, mas para mim isso significa um tempo que eu tenho para me descobri. Talvez um cara apareça na minha frente e me pague um café e então ele seja outra fase. Mas agora, ele deve estar fazendo outra coisa, e enquanto ele não aparece eu pago meu café e curto o máximo que posso de mim. E confesso, amor próprio é tão bom!

Desabafo

EU NÃO ENTENDO OS HOMENS. Eles dizem "adoro mulheres com atitude", e quando você chega em um cara, os amigos dele dizem "essa aí é atirada". Ei rapazes, se descidão. Independente do que eles digam, eu cheguei a um conceito: o máximpo que faço é dar um olhada e um sorrisinho, ele que se vire! Se for tímido vai perder. C-A-N-S-E-I de ser julgada, é isso.

ei, principe!

Estou a tanto tempo esperando meu principe aqui nessa torre..Estou começando a achar que esse aí não vai mais aparecer, será que não o avisaram que já pode vir me buscar? Ou será, que ele encontrou uma outra torre, com uma outra princesa? Talvez, ele tenha encontrado um outro principe e desolveu trocar de lado.. Afinal, é tão comum agora dois principes lindos, fortes juntos. Ele pode ter se assustado com meu dragão. Ahhh! Meu dragão só tem aparencia assustadora, mais depois de conquistado fica tão mansinho. E aí principe? Vem ou não vem? Já estou cansada de ficar sentada na janela esperando seu cavalo branco chegar com você montado. E o inverno tá chegando, aqui é tão frio.. Tenho medo de sair ao seu encontro e me machucar. Nesses caminhos há muitos buracos, espinhos e ladrões você sabia? Me sinto tão frágil, tão vulnerável.. Mas quer saber, se você for lerdo assim sempre, nem precisa vir mais não! Prefiro ficar na torre com meu livros, músicas e meu dragão. Se você chegar muito tarde vai me perder você sabe né? Melhor pensar bem..

Ser como o mar..

Queria ser igual o mar. É lindo. É forte e fraco. É bravo e calmo. Alimenta e dá suporte a vidas. Sem ele muitos não viveriam. É complexo e ao mesmo tão simples. Chora para os desesperados e ri para os apaixonados. É imenso e as vezes nos parece tão pequeno. É uma fronteira e um meio de se chegar. É vários em um só. Não tem medo, segue sempre seu rumo. Vem e vai a lua determina ou talvez até quando tem vontade. Sempre pega o que é seu devolta. É poderoso. Nunca, ninguém irá domálo. Não se sabe de onde veio e nem para onde vai. Não é de um só lugar, é de todos os lugares. Vive só e rodeado ao mesmo tempo. Dificil de se desvendar, impossivel de não notar. Ó mar, o que faço para ser como você?

ó traveseiro!

Ei, porque chorar? Ser feliz é tão melhor. Sorrir, gargalhar. Mesmo que seja superficial, demonstrar fraqueza não é bom. Tento ser forte e feliz, independente do que acontecer. Mas, depois que se chega em casa e se deita na cama.. Só meu traveseiro é quem pode me abraçar e me reconfortar da dor.

domingo, 13 de março de 2011

Eu queria um homem alto, para ter que ficar na ponta dos pés para beijá-lo, ou então para que ele me suspenda no ar, e para quando estiver com seus pés no chão sentir o perfume em sua blusa. Eu queria um homem com cabelos macios e cheirosos, para poder acariciá-los e cheirá-los com uma delicadeza incandescente que toda mulher tem. Eu queria um homem que me abraça-se e que diga coisas lindas em meu ouvido, que compre flores de surpresa, lembre de momentos únicos, roube um beijo inesperado. Eu queria um homem que fosse romântico e ao mesmo tempo feroz. Eu queria um homem amável, afável, atencioso, amoroso, habilidoso, ágil. Eu queria um homem que brigasse comigo por ciúmes, mas logo viesse fazer as pazes por não conseguir ficar brigado comigo. Eu queria um homem que me desse o beijo romântico na hora que eu preciso de um e um beijo "quente" quando precisar desse também. Mas de verdade, acho que homens assim nunca irão existir...

domingo, 6 de março de 2011

Quem me derá ao menos uma vez, ter de volta todo o ouro que entreguei a quem, conseguiu me convencer que era prova de amizade, se alguem levasse embora até o que não tinha;
Quem me derá ao menos uma vez, esquecer que acreditei que era por brincadeira, que se cortava sempre o pano de chão, de linho nobre pura seda;
Quem me derá ao menos uma vez, explicar o que ninguém consegue entender, que o que aconteceu ainda está por vir e o futuro não é mais como era antigamente;
Quem me derá ao menos uma vez, provar que quem tem mais do que precisa ter, quase sempre se convense que não tem o batante, fala de mais, por não ter nada a dizer;
Quem me derá ao menos uma vez, que o mais simples fosse visto como mais importante, mais nos derão espelhos e vimos um mundo duente;
Quem me derá ao menos uma vez, acreditar que um só Deus é ao mesmo tempo três e esse mesmo Deus foi morto por vocês, é só maldade, então deixar Deus tão triste;
Quem me dera ao menos uma vez, acreditar por um instante em tudo que existe, e acreditar que o mundo é perfeito, que todas as pessoas são felizes;
Quem me dera ao menos uma vez, fazer com que o mundo saiba que seu nome, está em tudo e mesmo assim, ninguém lhe diz ao menos, obrigado;
Quem me dera ao menos uma vez, como a mais bela tribo, dos mais belos índios, não ser atacado por ser inocente. (ìndios - Legião Urbana)

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011


Mil desculpas eu peço, por não saber dizer adeus direito, bem que tentamos fizemos planos, mas nossos ideais não são mais os mesmos. Talvez não fale de amor, mas é algo que sinto aqui dentro, feito flor que perde o perfume com tempo. Que esse fim não traga a dor, pois é apenas um novo começo, dois são um agora guarde as tardes de sol no teu coração. Veja agora ando só, sabe eu tô tentando descobrir, tentando desatar os nós, me livrar das amarras, que fiz pra chegar aqui. Esqueça a dor e leve o beijo, e o gosto da nossa história, e saiba que daqui por diante, o eterno contigo, com tudo eu quero dividir..

(Novo Começo; Chimarruts)

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Não há planos formados, não há caminhos e não há chance
Já faz tanto tempo, e tudo está logo atrás de mim
Não há ninguém andando naquela estrada
E eu sei bem onde ela leva, se eu continuar caminhando,
Nada me faz lembrar.
Não há brigas e não há lágrimas,não há nenhuma necessidade se você não está aqui
E eu não sou o mesmo afinal, não mais,não há necessidade de escrever essa canção
Porque não há como mudar o que foi feito, e não há como mudar como estou por dentro
E parece que vem uma tempestade.. (Losing My Mind; Soja)
Você pode ter defeitos, viver ansioso e ficar irritado algumas vezes,mas não se esqueça de que sua vida é a maior empresa do mundo. E você pode evitar que ela vá a falência. Há muitas pessoas que precisam, admiram e torcem por você. Gostaria que você sempre se lembrasse de que ser feliz não é ter um céu sem tempestade, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem desilusões. Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros. Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza. Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar um autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um “não”. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de cada um de nós. É ter maturidade para falar “eu errei”. É ter ousadia para dizer “me perdoe”. É ter sensibilidade para expressar “eu preciso de você”. É ter capacidade de dizer “eu te amo”. É ter humildade da receptividade. Desejo que a vida se torne um canteiro de oportunidades para você ser feliz…
E, quando você errar o caminho, recomece.
Pois assim você descobrirá que ser feliz não é ter uma vida perfeita. Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância. Usar as perdas para refinar a paciência. Usar as falhas para lapidar o prazer. Usar os obstáculos para abrir as janelas da inteligência.
Jamais desista de si mesmo.
Jamais desista das pessoas que você ama.
Jamais desista de ser feliz, pois a vida é um espetáculo imperdível, ainda que se apresentem dezenas de fatores a demonstrarem o contrário.
(Fernado Pessoa)

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Desde a era mais remota, do tempo mais longínquo
O homem vive a guerra, grandes batalhas foram travadas
Muito sangue foi derramado, e toda a carnificina foi exaltada

Mesmo sabendo que poucos gozariam da vitória, a guerra não parou
E não nos libertou, não se busca a paz com guerra
Não se chega à luz pela escuridão

Mas, a lei da vida é clara, muito clara, e não há quem deixe de pisar o chão na terra
Sem antes se entender com ela

O mal vem como uma maldição, e amaldiçoado o que vem com o mal
Pois o terá todo para si, e o homem que faz a guerra
Terá a guerra e a peste para si!

E chuvas ácidas derreterão seus cavalos de Tróia
Um efeito estufa como fogo, reduzirá a pó seus castelos de cera
Nada terão para colher os que não plantam nada
Pois pra quem tem o Bem, o mal não é nada
Pra que tem Amor e no Pai da Vida
O mal não é nada!

O tempo passou, a guerra não parou
Mas o mal também não reinou, e que saiba que nunca reinará
E que com a música, arte, poesia divina, viva em cada um
Nos libertamos e louvamos À Jah, estamos aqui e que o homem mal saiba que nunca reinará,
Nunca será!



De que valem os ouvidos, se não ouver atenção?
De que valem os olhos, sem as paisagens?
De que vale o vento, sem uma direção?
Pensar na ida, sem a viagem?
De que vale o amor, sem alguem pra amar?
Falar em Deus, sem acreditar?
De que vale o Sol sem chuver, só não me sinto só com você..
SEGUE A VIDA, DEIXA ROLAR !
(Planta & Raiz)

É melhor atirar-se à luta em busca de dias melhores, mesmo correndo o risco de perder tudo, do que permanecer estático, como os pobres de espíritos, que não conhecem a dor da derrota, nem a glória de ressurgir dos escombros. Esses pobres de espírito, ao final de sua jornada na Terra não agradecem a Deus por terem vivido, mas desculpam-se perante Ele, por terem apenas passado pela vida!

(REI BOB)